Menos compulsório, mais crédito (?)

Nossa economia ainda não apresentou os sinais de crescimento que todos esperam e a inflação segue baixa. Conforme já tratamos aqui, isso não é necessariamente uma boa notícia. De forma a buscar aquecer a economia, o Banco Central vem reduzindo os juros básicos da economia a cada reunião, com previsão de mais uma redução, para o patamar de 6,25% a.a. Ao entender que o crédito é o motor para o crescimento da economia, e considerando que os juros já estão muito baixos, principalmente ao consi...
Leia mais ›

Melhores condições para o pagamento no débito

Na última segunda-feira (26/03), o Banco Central publicou a Circular 3.887, que limita a tarifa a ser cobrada nos pagamentos feitos na função débito dos cartões. Essa medida faz parte da Agenda BC+. Depois da autorização para cobrança de valores diferentes conforme a forma de pagamento (dinheiro, cheque ou cartão), essa medida é importante para incentivar o uso dos meios eletrônicos para pagamento por produtos e serviços. Espera-se que essa redução de custos seja repassada ao consumido...
Leia mais ›

Entenda o comunicado do Banco Central sobre a SELIC

No último dia 21/03, o Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central divulgou a nova SELIC Meta, de 6,5% a.a., um corte de 0,25 pontos percentuais em relação à Meta anterior, de 6,75% a.a. A decisão foi unânime. Até então, tudo estava dentro do esperado pelo mercado, que considerava essa a última redução de juros nesse ciclo. A mudança veio com a divulgação do comunicado do Banco Central (comum após a término da reunião), que indicou que, considerando a situação atual, deve fazer um n...
Leia mais ›