O que é multiplicador monetário?

Também chamado de "multiplicador bancário", esse é um conceito muito importante para a oferta de crédito por parte dos bancos e o controle da inflação por parte do Banco Central. Vamos conhecer mais sobre ele? Os bancos são conhecidos como Instituições Financeiras Monetárias, pois podem receber depósitos (à vista - conta corrente ou a prazo - ex: CDBs) e utilizar esse valor para conceder crédito para seus clientes. Essa é a principal função de um banco e do Sistema Financeiro Nacional: int...
Leia mais ›

É a hora de portabilidade de crédito?

A taxa básica de juros (Selic meta) está baixando no Brasil após quase 5 anos. Com isso, as taxas de juros dos empréstimos e financiamentos também apresentaram queda. Há um tempo tratamos sobre a portabilidade de crédito, onde podemos migrar um empréstimo ou financiamento de um banco para outro. A pergunta que fica é: vale a pena já fazer essa portabilidade? Sempre é bom buscarmos condições mais vantajosas para nossas operações com os bancos, mas é preciso o cuidado. Vamos dividir essa res...
Leia mais ›

Quer saber como está seu crédito?

Um das principais instrumentos utilizadas pelos bancos e demais empresas na hora de conceder qualquer tipo de crédito é chamada de credit score ou pontuação de crédito. Trata-se de uma atribuição de pontos ao cliente através de suas informações cadastrais e histórico de pagamentos efetuados em operações já contratadas. Cada empresa atribui seus pontos e os pesos para cada item de acordo com suas políticas. No dia 05/04, a Serasa, uma das principais empresas de gestão de cadastros no Brasil...
Leia mais ›

O que é o spread?

Com as recentes reduções na SELIC meta pelo Banco Central, espera-se uma redução nas taxas de juros cobradas pelos bancos. Mas será que essa redução ocorrerá na mesma proporção? O que definirá isso será o spread bancário. De forma sucinta, o spread bancário pode ser definido como “a diferença entre a taxa de juros cobrada pelas instituições financeiras e o custo financeiro de captação dos recursos”, sendo um dos componentes da definição dos juros a serem cobrados pelos bancos. O outro c...
Leia mais ›

Mudança nos juros sobre atraso de pagamentos

No dia 23/02, o Conselho Monetário Nacional (CMN) divulgou a Resolução 4.558, que trata dos juros por atraso no pagamento de operações aos bancos, limitando o valor que pode ser cobrado. Essa resolução, que entra em vigor em setembro de 2017, prevê que os bancos somente podem cobrar os seguintes encargos quando houve atraso de pagamento pelo cliente: I - juros remuneratórios, por dia de atraso, sobre a parcela vencida; II - multa, nos termos da legislação em vigor; e III - juros de mora, n...
Leia mais ›

Novidades no rotativo dos cartões de crédito

Conforme vinha sendo especulado e adiantado pela mídia, no dia 26/01 o Banco Central divulgou a Resolução 4.549, que traz uma importante mudança nos juros do chamado Rotativo dos cartões de crédito. Primeiramente, vale explicar que o rotativo do cartão é a diferença entre o valor total da fatura e o valor pago. Por exemplo, se a fatura foi de R$ 500,00 e você pagou R$ 400,00, os outros R$ 100,00 vão formar o rotativo, incidindo altíssimas taxas de juros (em média, as maiores entre todas as li...
Leia mais ›

Novidades no SFH

 No dia 24/11, o Banco Central publicou a Resolução 4.537, que traz algumas alterações quanto às regras de financiamento imobiliário. Essas alterações são complementares às divulgadas em Setembro. Essa Resolução altera o contido da regulamentação do Sistema Financeiro da Habitação - SFH (Resolução 3.932), com duas importantes mudanças: Limite de valores no SFH: Aumento do limite máximo de venda ou avaliação dos imóveis para financiamento pelo SFH permitindo a utilização do FGTS, passa a ...
Leia mais ›

Novos limites para o SFH

No dia 29/09, foi publicada a Resolução 4.526 do CMN (Conselho Monetário Nacional). Essa resolução aumenta o preço máximo dos imóveis que podem ser financiados pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação), que utiliza recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), que contempla os valores aplicados em Poupança, para conceder os financiamentos imobiliários. Assim, os juros são mais baratos. A partir de hoje (30/09/2016), os imóveis cujo preço de venda OU de avaliação (o que for ...
Leia mais ›

Um novo tipo de crédito consignado

Entrou em vigor no dia 14 de julho a Lei 13.313, que altera a lei do crédito consignado (Lei 10.820). O que isso muda na nossa relação com o banco? Pode mudar algumas coisas... Ela permite que os funcionários de empresas privadas tenham acesso a créditos na modalidade consignado em folha tendo como garantia: Até 10% do seu saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço); Até 100% do valor referente à multa do FGTS em caso de demissão sem justa causa. A principal intenção dessa...
Leia mais ›

Quanto custa a inadimplência?

Em tempos de aperto financeiro, um tema que ganha cada vez mais importância é a inadimplência. Essa importância não vale somente para empresários. Vale também para profissionais liberais e empregados públicos e privados (nesse caso, a inadimplência refere-se a atraso de salários). Em uma primeira percepção, o custo da inadimplência seria a incerteza quanto ao recebimento dos valores que nos devem. Mas será que é só isso? Vamos analisar... - Empresários/Profissionais Liberais: A inadi...
Leia mais ›