Um pouco de planejamento financeiro…

Prezados leitores,

Vamos tratar hoje de um pouco de planejamento financeiro, principalmente para quem tem dificuldades em guardar dinheiro.

Para as pessoas que possuem empréstimos ou financiamentos junto ao
banco, vale a pena tentar renegociar seus créditos, alongando o prazo e
diminuindo a parcela. Essa diferença de prestação pode ser direcionada a
uma aplicação mensal programada. Os bancos possuem, em geral, formas de
programar transferências mensais para poupança ou outras aplicações
conforme o valor a ser destinado. Se for o seu perfil, também existe a
capitalização (leia o post anterior sobre o assunto).

Mesmo para quem não possui empréstimos ou não tem como mexer neles, vale a pena destinar um valor mensal como se fosse uma conta a ser paga. Os primeiros meses serão de adaptação, porém, depois de algum tempo, essa “despesa” entrará na sua rotina mensal e virará um hábito.

Um  dos segredos para ser poupador é o de ter uma visão de longo prazo,
programando despesas e tendo uma reserva para poder negociar uma compra futura com descontos.

O cartão de crédito, se bem utilizado,
também pode ser um aliado, pois auxilia no controle das despesas e dá
prazo para pagamento, permitindo deixar um valor aplicado por mais
tempo. Mas cuidado: faça compras no crédito dentro do que você já tem
como pagar, para evitar a utilização do crédito rotativo (quando não é pago
o total da fatura).

Dúvidas? Sugestões? Comente.

Até a próxima!

2 thoughts on “Um pouco de planejamento financeiro…

  1. andré disse:

    para quem tem empréstimo o melhor "investimento" não é quitar antecipado?

  2. Boa pergunta, André! Nem sempre. Pensando nos juros, é vantajoso quitar o empréstimo com algum valor extra, porém às vezes essa quitação pode deixar a pessoa descapitalizada e fazer com que ela recorra a novo empréstimo, as vezes até com taxas mais altas e pagando novo IOF. Penso que a título de educação financeira, é importante dar início ao hábito de poupar. Dependendo da situação, uma mescla, antecipando parte do empréstimo e guardando um valor possa ser o equilíbrio. A intenção dessa postagem é a de despertar o hábito de poupança. Agradeço sua participação e espero ter esclarecido sua dúvida. Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *