Segurança Bancária – Cheques e Caixas Eletrônicos

Dando continuidade em nossas dicas de segurança bancária, adaptadas da divulgação da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), vamos abordar a segurança em dois produtos muito comuns dos bancos: cheques e caixas eletrônicos.

Vamos a elas?

Cheques

Apesar de somente ser obrigatória a indicação de nominal para cheques acima de R$ 100,00, emita TODOS os seus cheques nominais e cruzados. Assim, você garante que o cheque somente pode ser depositado em conta e indica o beneficiário do mesmo. Caso você não queira que o cheque seja passado adiante, escreva “não à ordem” após o nome do beneficiário. Assim, somente ele poderá depositar o cheque;

Utilize o canhoto do cheque, ou campos apropriados do talão para registrar o valor do cheque, a data de emissão e para quem foi emitido;

Evite andar desnecessariamente com seus cheques. Leve consigo apenas as folhas que pretende utilizar, respeitando a ordem de número fornecida no talão;

Quando receber um novo talão, confira os dados referentes ao nome, número
da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário;

NUNCA deixe cheques assinados no talão;

Destrua os talões de contas inativas;

Separe os cheques de qualquer documento pessoal;

Não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que possa ser facilmente apagada. Evite canetas oferecidas por estranhos;

Não forneça nenhum dado pessoal por telefone, principalmente em ligações recebidas.

Caixas Eletrônicos

Os Caixas Eletrônicos são equipamentos que permitem ao cliente realizar
suas operações bancárias mesmo quando a agência está fechada, em
qualquer dia da semana. Você encontra os Caixas Eletrônicos não só em
agências, mas também em pontos espalhados pelas cidades como
supermercados, shoppings e lojas de conveniência.

Antes de iniciar sua operação bancária, verifique na tela do caixa eletrônico se o equipamento está ativo ou inoperante.

Se o caixa eletrônico da agência bancária ou de outro estabelecimento
estiver inoperante, não insira o seu cartão e NUNCA aceite ou solicite
ajuda de estranhos. Procure sempre pedir ajuda a um funcionário do banco
com uniforme e crachá de identificação, na agência e durante o horário de expediente bancário.

Ao digitar sua senha, mantenha o corpo próximo à máquina, para evitar
que outros possam vê-la ou descobrí-la pelo movimento dos dedos no
teclado. As pessoas atrás de você devem respeitar as faixas de
segurança;

Prefira utilizar os caixas automáticos instalados em locais de grande
movimento e, se possível, em locais como shoppings, lojas de
conveniência, postos de gasolina, supermercados, etc. Evite utilizar
caixas eletrônicos em locais isolados e com pouca iluminação;

Sempre que possível, faça seus saques no horário comercial, quando o
movimento de pessoas é maior, evitando o período noturno. Evite efetuar
saques de valores altos e seja discreto na hora de conferir o seu
dinheiro.

Esteja atento à presença de pessoas suspeitas ou curiosas no interior da
cabine ou nas proximidades. Na dúvida, não faça a operação;

Caso não consiga concluir uma operação ou seu cartão fique retido no
caixa eletrônico, não digite sua senha e aperte as teclas “ANULA” ou
“CANCELA”. Ligue imediatamente para o banco ou procure a ajuda de um
funcionário que esteja identificado, se estiver usando o caixa
eletrônico de uma agência bancária. Tente utilizar o telefone da cabine (se houver)
para comunicar o fato. Se ele não estiver funcionando, pode tratar-se de
tentativa de golpe.

NUNCA utilize telefones de terceiros desconhecidos, especialmente
os celulares, para comunicar-se com o banco, pois os dados de sua conta
e senha ficam registrados na memória do aparelho. Além disso, você
poderá não estar falando com representante do banco;

Não receba créditos de pessoas desconhecidas em sua conta. Propostas
desse tipo são feitas por golpistas, nas proximidades de caixas
eletrônicos e de agências;

Desconfie de vantagens financeiras ou dramas familiares que lhe sejam
apresentados por desconhecidos na fila do caixa automático,
especialmente propostas de utilização de sua conta para transferência de
valores.

O que achou dessas dicas? Fique atento, pois semana que vem, teremos mais.

Compartilhe com seus amigos para que eles também possa ficar mais seguros.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *