Indicadores de Referência – DI

Você sabe o que é o DI?

E sabe para que ele serve?

Em diversas postagens anteriores, essa indicador foi citado como base de remuneração de investimentos como CDB, LCI e LCA.

Em função do movimento diário de saques, depósitos, pagamentos, aplicações, resgates, etc, os bancos tem que fazer “fechar a conta” no final de cada dia e, assim como as pessoas recorrem às linhas de crédito pessoal, os bancos recorrem a outros bancos.

Esse “socorro”, é feito através da emissão de CDIs (Certificados de Depósito Interbancário), semelhantes a CDBs, porém entre bancos. O banco que está precisando de dinheiro emite um CDI, que é comprado pelo banco interessado. Essa emissão é registrada na CETIP, a câmara de custódia desses títulos, que também divulga a taxa DI.

Uma vez que ele é utilizado na remuneração de aplicações bancárias, afeta o custo do crédito concedido pelos bancos, entrando como o custo de captação. Leia mais sobre esse assunto aqui.

A taxa DI é calculada pela média cobrada entre as operações de um dia (também chamadas de over) e é muito próxima à SELIC.

Atualmente, enquanto a SELIC está em 12,75% a.a., o DI está cotado em 12,60% a.a.

DICA DO CONSULTOR

Para quem busca segurança em um investimento, essa taxa é muito importante, pois não há risco de ela ser negativa, uma vez que nenhum banco emprestará a outro para perder dinheiro.

Achou útil essa informação? Comaprtilhe com seus amigos.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *