Renda fixa rende menos que poupança?

imagesSim, é difícil de acreditar mas há “especialistas” propagando essa ideia após as duas reduções na SELIC do final do ano de 2016 (de 14,25% a.a. para terminou em 13,75% a.a.) e a redução de 0,75 p.p. (pontos percentuais) em 11/01 (primeira reunião do ano), ficando em 13% a.a., com perspectiva de novas quedas.

Vamos ver se isso faz sentido?

Primeiramente, vamos relembrar o que são Renda Fixa e Poupança:

  1. Renda Fixa: Conforme tratado anteriormente, investimentos de Renda Fixa são todos aqueles nos quais recebemos juros pelo nosso investimento. Esses juros podem ser prefixados (quando já sabemos exatamente a taxa de juros que será recebida) ou pós-fixados (quando sabemos o indicador que será utilizado na remuneração. Ex: DI). São exemplos de Renda Fixa: CDB, LCA, LCI, Debêntures, entre outros. Esses investimentos podem ter cobrança ou não de Imposto de Renda.
  2. Poupança: A poupança é o investimento mais tradicional do Brasil e, em razão de suas características, é também considerada como Renda Fixa. Para as pessoas físicas, ela é isenta de Imposto de Renda sobre os rendimentos, que são creditados a cada 30 dias. No caso de empresas, o rendimento é creditado a cada 90 dias e há cobrança de Imposto de Renda sobre os rendimentos.

Mas e quanto ao rendimento? Vamos focar apenas nas pessoas físicas, tema principal do blog, para fazer a comparação. No caso das empresas, a poupança será menos vantajosa.

Hoje, o rendimento da poupança é de 0,5% a.m., acrescido da TR, gerando uma rendimento, no ano, de 6,17% + TR em razão dos juros compostos. Essa TR está estimada em +- 1,5% a.a. atualmente, gerando um rendimento total de 7,76% a.a., isento de I.R.

Caso a SELIC fique abaixo de 8,5% a.a., o que só ocorreu em 2012, as aplicações feitas a partir de 04/05/2012 passam a ser remuneradas em 70% da SELIC +TR (que nessa situação, ficará bem mais baixa).

Assim, com qualquer SELIC acima de 8,5% a.a., a poupança está rendendo seu máximo (6,17% a.a. + TR), enquanto os demais investimentos não possuem essa limitação. Para fins de comparação, vamos utilizar o limite de 70% da SELIC para comparar com outros investimentos, conforme quadro abaixo, com rentabilidade hipotética para Renda Fixa:

Aplicação Rendimento Bruto (%DI) I.R. Rendimento Líquido (%DI)
Renda Fixa até 6 meses 90% 22,5% 70%
Renda Fixa até 6 meses 90% 20% 72%
Renda Fixa até 6 meses 90% 17,5% 74%
Renda Fixa até 6 meses 90% 15% 77%
Renda Fixa S/ I.R. 70% Isento 70%
Poupança 70% Isento 70%

Consideramos a TR (que não temos como antecipar)  como uma compensação pelo fato de o rendimento da poupança não ser diário, como os demais investimentos. Com isso, podemos ver que um investimento de renda fixa que pague Imposto de Renda e tenha um rendimento de 90% do DI (rentabilidade muito comum), empata com a poupança no curto prazo (até 6 meses), porém, após esse prazo, SEMPRE terá um rendimento superior à poupança, mesmo com uma SELIC baixa.

Caso seu horizonte de investimento seja de curtíssimo prazo (até 6 meses), devem ser buscados investimentos isentos de I.R.

DICA DO CONSULTOR

Não acredite cegamente em tudo o que dizem. Busque fontes confiáveis para aconselhar-se sobre seus investimentos e conte sempre com o Consultor Bancário!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *