Relatório Focus – Banco Central

boletim-focus-4Apesar de não ser possível “prever” o futuro da economia, é possível saber como o mercado acredita que ela vá se comportar.

Estou falando do relatório Focus, do Banco Central (Bacen) tema dessa postagem.

Semanalmente, o Bacen consulta as principais empresas e bancos brasileiros sobre como serão, na opinião delas, o ano corrente (atual) e os dois próximos nos seguintes indicadores, entre outros:

  1. Inflação – IPCA, IGP-DI, IGP-M e IPC-FIPE
  2. Taxa de Câmbio (Dólar – US$) – Fim do período (dezembro) e Média do período (importante para entender a oscilação ao longo do(s) ano(s))
  3. Meta SELIC (Taxa de Juros) – Fim do período (dezembro) e Média do período (importante para entender a oscilação ao longo do(s) ano(s))

Esses indicadores também são projetados para o mês corrente e o próximo.

Além de fazer uma compilação de todos os dados, e divulgado também um compilação das respostas das 5 empresas/bancos que mais acertaram as projeções de curto prazo em uma tabela e de médio prazo em outra. Dessa forma, busca-se destacar a opinião de quem teve maior “credibilidade”. Essa lista muda constantemente conforme o desempenho.

O relatório pode ser acessado nesse link e serve como um “termômetro” da nossa economia, pois reflete as opiniões dos principais agentes do mercado. Como as decisões das empresas utilizam esse relatório como base, a tendência é de que ele se aproxime do que será a realidade.

A partir dele, podemos considerar que espera-se, por exemplo, que a taxa básica de juros da economia (Meta SELIC) termine 2017 em 9% a.a. (atualmente está em 12,25% a.a.) e a inflação terminará esse ano em 4,12% (abaixo da meta estabelecida pelo Banco Central de 4,5%).

Mais importante do que os valores apresentados, é a comparação com as pesquisas anteriores, pois demonstra a evolução dessa expectativa.

Voltando aos dados de juros e inflação, há 4 semanas, esperava-se terminar o ano com os juros em 9,25% e a inflação em 4,36%. Ou seja, ao longo de 4 semanas, melhoraram as expectativas do mercado quanto à nossa economia.

Para que tiver interesse, também é possível inscrever-se no site do Banco Central para receber, semanalmente, o relatório por e-mail.

Falando em cadastro, preencha o formulário abaixo e receba as atualizações do Consultor Bancário em seu e-mail.

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *