O segredo das Finanças Pessoais

segredos-696x425Hoje vou contar o grande segredo para a gestão de suas finanças pessoais. Ele se resume a uma simples palavra: Prioridade.

Vamos ver como isso funciona?

Primeiramente, vamos diferenciar prioridade e objetivos:

Objetivos são metas que traçamos, coisas que queremos fazer, como uma viagem, aquisição de um bem, um novo emprego ou negócio, etc. É normal que tenhamos vários objetivos, desde pequenos, como levar a pessoa amada a um jantar especial; até os grandes, como comprar um imóvel.  Eles permeiam nossas decisões e podem ser atendidos em um curto ou longo prazos. Também podem ser adiados ou até trocados, se acharmos um melhor uso para nosso tempo e dinheiro. Em resumo, objetivos são desejos/necessidades que queremos atender.

A prioridade, por outro lado, é única. O filósofo Mário Sérgio Cortella costuma dizer que prioridade não tem “S”. Se você tem mais de uma, na verdade não tem nenhuma. Prioridade é aquilo que te move e que deve, no fim das contas, guiar suas decisões.

O primeiro passo é definir qual a sua prioridade, ou seja, sua principal meta, para então traçar um plano de ação. Lewis Carroll, autor do clássico Alice no País das Maravilhas escreveu que “se não sabe pra onde ir, qualquer caminho serve”.

A partir dessa definição, você deverá elaborar um “plano” para a concretização dessa meta maior. Quanto você precisa guardar por mês? O que precisa pesquisar/estudar? Que coisas você pode “abrir mão” para acelerar esse processo?

A prioridade deve ser algo que realmente te move e que está acima dos demais desejos, por isso o nome. Se você tem sua prioridade em mente, poderá considerá-la sempre que for tomar uma decisão.

Por exemplo, digamos que sua prioridade é fazer uma viagem internacional. Você vai se programar para guardar dinheiro para essa viagem. No meio do caminho, você vê uma promoção de algo que você gostaria de comprar. Esse é o momento onde você vai se perguntar: 1) Essa compra vai atrapalhar a minha viagem (prioridade)? 2) Se sim, vale a pena?

Respondendo essas duas perguntas, você poderá decidir pela compra ou não. Sãs as pequenas decisões que devem ser objeto de sua atenção, pois a soma delas pode lhe aproximar ou afastar de sua prioridade definida.

DICA DO CONSULTOR

Tenha sua prioridade sempre em mente e avalie as decisões que você está tomando. Mesmo que a prioridade seja única, você poderá ter outros objetivos a alcançar, mas não pode perder de vista a sua principal meta traçada.

Que tal contar nos comentários qual sua prioridade?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *