Necessidade x Desejo x Prioridade

prioridade-650x403Muitos já ouviram falar na Hierarquia das Necessidades de Maslow, também chamada de Pirâmide de Maslow. Ela foi elaborada pelo Psicólogo americano Abraham Harold Maslow (1908 – 1970) e traça cinco categorias de necessidades, na seguinte ordem de importância: Fisiológicas, de Segurança, Sociais, Autoestima e Autorrealização. Segundo sua teoria, apenas após satisfazermos nossas necessidades fisiológicas, passamos a buscar as de segurança e daí em diante.

Trata-se de uma teoria muito importante e amplamente aceita, mas questiono: somos tão racionais assim?

A forma como buscamos atender nossas necessidades, por mais elevadas que sejam dentro da pirâmide, é um componente muito importante no nosso dia-a-dia, e pode ser chamado de desejo. Vamos citar um exemplo: Temos a necessidade fisiológica de locomoção para nos deslocarmos de um lugar para o outro. Ela pode ser atendida a pé, de ônibus, utilizando um carro popular ou um de luxo, para citar alguns exemplos. Todos esses meios nos levarão de um bairro a outro em nossa cidade, porém a velocidade e o conforto serão diferentes. Nosso desejo vai guiar essa escolha.

Da mesma forma, podemos atender nossa necessidade de alimentação com uma fruta, um bife ou um restaurante chique. Em qualquer uma das situações, a necessidade será atendida, porém nosso desejo nos indicará qual forma utilizar.

Ter desejos é uma forma legítima de nos satisfazermos e um incentivo para buscarmos melhores posições em nossas profissões, por exemplo. Por outro lado, tratar nossos desejos como necessidades, pode levar a tomarmos más decisões financeiras.  Um carro de luxo para atender a necessidade de locomoção pode comprometer o dinheiro que seria utilizado para atender também outras necessidades, como alimentação.

Esse equilíbrio é muito importante e podemos exercitá-lo a partir da definição de prioridade. É importante citarmos o filósofo Mário Sérgio Cortella, que diz que prioridade não tem “s”. Isso significa que, se priorizarmos mais de uma coisa, na verdade não estamos priorizando nada. Definir prioridade significa focar em uma determinada realização, seja ela de uma necessidade ou desejo.

Ter (e respeitar) uma prioridade ajuda a nos organizarmos e tomarmos melhores decisões. Se sua prioridade é, por exemplo, fazer uma viagem, você vai buscar atender suas necessidades de alimentação e locomoção a partir de um meio mais barato e que não atrapalhe o sua prioridade. Um erro comum é não termos uma prioridade clara ou não tê-la em mente na hora de tomarmos decisões de gastos.

DICA DO CONSULTOR

Defina sua prioridade e lembre-se sempre dela antes de decidir como atender suas necessidades. Desejos são importantes, mas, quando mal geridos, podem nos afastar de nosso objetivos.

Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *