Compensação de I.R. sobre Investimentos

Compensação IRRecentemente, diversos investimentos, tanto de renda fixa, quanto variável, tiveram o chamado “rendimento negativo”, ou seja, perderam valor. Já tratamos do caráter transitório dessa situação, porém hoje vamos falar de um outro efeito gerado: A compensação de Imposto de Renda, tratada pela Instrução Normativa 1585 da Receita Federal.

Assim como ocorre com as empresas, que podem compensar o prejuízo de um ano na base de cálculo de um lucro futuro, isso também pode ocorrer com os investimentos. Por exemplo, se você teve perda de R$ 100,00 em um mês, pode compensar, para fins de Imposto de Renda, o um rendimento de R$ 100,00 recebido no mês seguinte.

Vale lembrar que não é possível compensar o imposto incidente sobre um rendimento passado com um prejuízo futuro. Sempre o prejuízo vem antes para fins de compensação.

Algumas regras são diferentes conforme o tipo de investimento. Vamos dar uma olhada:

Fundos de Investimento:

  • O prejuízo de um fundo pode compensar o rendimento de outro de mesmo perfil de tributação (Curto Prazo ou Longo Prazo);
  • Somente pode ser feita a compensação entre fundos da mesma classe: Renda Fixa, Multimercado, Ações e Cambiais;
  • A compensação é feita de forma automática pelo administrador do fundo, que deve ser o mesmo entre os fundos a serem compensados;
  • Não há prazo para essa compensação.

Ações:

  • Operações day trade (compra e venda no mesmo dia) somente podem compensar outras operações day trade;
  • A compensação deve ser feita pelo investidor junto à Receita Federal.

A Folha de São Paulo elaborou um quadro que resume bem essas informações. Segue abaixo:

Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *