Como a escolha do presidente do FED afeta nossa economia?

FEDNo dia 02/11 foi escolhido o novo presidente do Federal Reserve (FED), o Banco Central dos Estados Unidos. Ok, mas porque temos que nos preocupar com isso?

Nossa economia é muito dependente das aplicações dos investidores internacionais, principalmente por 3 motivos:

– Rolagem de dívida, pela compra de títulos da dívida publica e das empresas brasileiras;
– Fomento do nosso mercado acionário, pela negociação de ações na Bolsa de Valores;
– Valorização/desvalorização da nossa moeda em razão da entrada/saída de dólares e euros – Saiba mais sobre esse efeito nessa postagem.

Esses investidores entendem que a economia estadunidense é a que tem menor risco. Assim, qualquer movimento de aumento nas taxas de juros dos EUA, faz com que haja um movimento de retirada dos valores investidos em países chamados emergentes (como o Brasil) e aplicação nos Estados Unidos. Um aumento nos juros dos EUA tem o mesmo efeito.

Incertezas quanto aos movimentos da economia de uma forma global também fazem esses investidores “fugirem do risco” e isso afeta negativamente nossa economia, podendo, inclusive, levar o Banco Central a aumentar os juros para mantermos os investidores internacionais no Brasil.

Voltando à notícia, o nome escolhido por Donald Trump, presidente americano, para comandar o FED a partir de fevereiro 2018 é o de Jerome Powell, que já trabalhava no órgão como diretor. Trata-se de uma boa notícia, pois indica continuidade do trabalho e é um indicativo de que não haverá um aumento brusco nos juros americanos.

De qualquer forma, é sempre bom estarmos atentos ao que ocorre na economia global para entendermos os movimentos da nossa própria economia.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *