LIG – Letra Imobiliária Garantida

No dia 29 de Agosto, o Banco Central publicou a Resolução BACEN 4.598, que criou uma nova modalidade de investimento: a Letra Imobiliária Garantida - LIG. Trata-se de um título de renda fixa emitido por bancos múltiplos, comerciais e de investimento, sociedades de crédito financiamento e investimento, caixas econômicas, entre outros, cuja garantia é dada pelo emissor e por uma carteira de ativos escolhida pelo mesmo. Esse é o grande diferencial dessa aplicação, que une as garantias da LCI (em...
Leia mais ›

Grandes mudanças com a nova SELIC

No último dia 06/09, o Banco Central divulgou a nova meta SELIC, de 8,25% a.a.. Além de representar a continuidade de uma sequência de reduções iniciada no final do ano passado e a possibilidade de novas reduções ainda esse ano, essa decisão possui um impacto muito importante na nossa economia: Reduz a rentabilidade da poupança. Isso acontece em razão da Lei 12.703 que alterou a rentabilidade dos depósitos efetuados após 02 de maio de 2012, mantendo a remuneração de 0,5% a.m.+ TR (6,17% a.a. ...
Leia mais ›

Imposto de Renda x Rentabilidade dos Investimentos

Quando vamos avaliar duas ou mais opções de investimento, temos como hábito dar muito peso à rentabilidade divulgada. Isso pode induzir a máscara escolhas, conforme já abordado nesse blog: 1) Rentabilidade passada não garante rentabilidade futura; 2) Existem outros dois fatores muito importantes na avaliação dos investimentos: Risco (a chance de perder dinheiro) e Liquidez (facilidade de resgate). Há um outro fator, no entanto, que deve ser levado em consideração: a tributação, não soment...
Leia mais ›

O que é CDS?

Não confunda com CDB (Certificado de Depósito Bancário), que já abordamos anteriormente. Nesse caso, trata-se de uma sigla em inglês que significa "Credit Default Swap", que na prática é um seguro feito no exterior para garantir uma dívida. Caso o devedor não pague, a seguradora reembolsará o credor pelo valor emprestado. Mas porque isso é importante para nós? O Brasil possui operações de crédito tomadas no exterior a partir de títulos emitidos (como os do Tesouro Direto). Ocorre que, q...
Leia mais ›

Quanto financiar na compra de um imóvel?

Com as recentes quedas nas taxas de juros, mais pessoas passaram a buscar financiamento para compra/troca de imóvel. Assim, volta a surgir uma dúvida muito importante: quanto financiar na hora da compra? Antes de responder a essa pergunta, vale a pena relembrar, de forma resumida, o que foi tratado em outras postagens. Existem, principalmente, quatro tipos de financiamento imobiliário: - Minha Casa, Minha Vida/FGTS: Trata-se de crédito subsidiado, que utiliza recursos do FGTS para fazer o ...
Leia mais ›

Finanças para autônomos

Com a entrada em vigor da nova legislação trabalhista, muitos especulam que aumentará o número de prestadores de serviços atuando para as empresas de forma autônoma, ou seja, sem vínculo empregatício. Não é objeto desse blog o mérito da nova legislação, mas é um bom momento para tratar da organização financeira dos profissionais liberais e autônomos, bem como daquelas pessoas que trabalham com carteira assinada e exercem outras atividades para complementar a renda. Enquanto o salário receb...
Leia mais ›

É a hora de portabilidade de crédito?

A taxa básica de juros (Selic meta) está baixando no Brasil após quase 5 anos. Com isso, as taxas de juros dos empréstimos e financiamentos também apresentaram queda. Há um tempo tratamos sobre a portabilidade de crédito, onde podemos migrar um empréstimo ou financiamento de um banco para outro. A pergunta que fica é: vale a pena já fazer essa portabilidade? Sempre é bom buscarmos condições mais vantajosas para nossas operações com os bancos, mas é preciso o cuidado. Vamos dividir essa res...
Leia mais ›

Importância de respeitar seu Perfil de Investidor

Há pouco tempo tratamos dos investimentos mais adequados a cada perfil de investidor (Conservador, Moderado e Arrojado). Mas porque isso é tão importante? A palavra que mais se aplica a isso é "expectativa". Basicamente, ao buscarmos investimentos que não são aderentes ao nosso perfil, vamos frustrar essas expectativas. Vale lembrar os três aspectos a serem considerados em um investimento: Liquidez (facilidade de resgate), Rentabilidade (ganho financeiro) e Segurança (de que vai receber o ...
Leia mais ›

Qual o menor valor para a Selic?

Desde o final do ano passado, iniciamos um bem vindo movimento de redução nos juros brasileiros, com a meta Selic reduzindo de 14,25% a.a. para os atuais 10,25% a.a. O mercado, por meio do relatório Focus, do Banco Central, estima que os juros básicos da nossa economia terminarão ao ano de 2017 em 8% a.a., pouco mais da metade da taxa praticada ao longo de 2016. Mas qual o limite dessa redução? Esse limite foi testado no período que culminou em 2012, quando a meta Selic chegou a 7,25% a...
Leia mais ›

Até quando vamos usar dinheiro físico?

Nessa semana foi anunciado que a Câmara dos Deputados discutirá o Projeto de Lei 48/2015 que visa a extinção da produção, circulação e uso do dinheiro em espécie no Brasil a partir de cinco anos após sua aprovação e publicação. Segundo o projeto, Noruega e Suécia já caminham para serem os primeiros países a extinguirem completamente o uso do dinheiro, tendo atualmente somente 4% das suas transações sendo realizadas em espécie (dinheiro físico). Ainda segundo o documento, Israel também já busc...
Leia mais ›